LÍGIA MÁRCIA ARCURI
Como lidar com feridas e irritações na boca? Parte 2

- LEUCOPLASIA: Trata-se de um crescimento exagerado de células que resultam numa mancha áspera de tecido esbranquiçado. Pode se desenvolver em qualquer local da boca. As manchas tipicamente não são doloridas nem contagiosas. Pode resultar de irritações como prótese mal adaptadas ou o habito de morder a parte interna das bochechas. A leucoplasia também ocorre entre os usuários de tabaco. O tratamento começa com a identificação da fonte da irritação. Uma vez que o irritante é removido, o que pode significar abandonar o uso do tabaco, as manchas devem desaparecer. Algumas vezes a leucoplasia está associada ao câncer bucal, portanto é importante consultar o dentista se você notar algumas dessas manchas se desenvolvendo. Seu dentista pode recomendar uma biopsia caso a mancha seja suspeita.

- CANDIDIASE: Também chamada de "sapinho", a candidíase é uma infecção por fungo que se desenvolve nos tecidos moles e úmidos dentro da boca. Tem o aspecto de uma mancha branca e lisa, com base vermelha, que pode ser dolorida e até sangrar. A candidíase é causada por um fungo, e tipicamente se desenvolve quando o sistema imunológico está enfraquecido. Pessoas em mau estado de saúde, muito idosas ou muito jovens e pessoas com doenças sistêmicas como diabetes correm o risco de desenvolver candidíase bucal. Algumas medicações como esteróides ou terapias contra o câncer podem aumentar o risco de desenvolver essa infecção. Antibióticos também aumentam o risco de desenvolvimento da infecção porque podem alterar o equilíbrio normal das bactérias na boca. O tratamento das feridas bucais consiste no controle das condições que causam seu surgimento.
Como a candidíase é comum entre usuários de próteses, uma limpeza completa diária é importante, e a remoção das próteses durante a noite permite que os tecidos que a sustetam se regenerem. Converse com seu dentista se você desenvolver candidíase. Ele pode lhe orientar sobre o tratamento, o que pode incluir o uso de medicações antifúngicas.

- Não deixe de conversar com seu dentista caso você desenvolva qualquer ferida ou irritação dentro ou ao redor da boca que não cicatrize no prazo de duas semanas. Ele pode querer examinar a lesão ou prescrever uma medicação para tratar a ferida ou ajudá-lo a controlar o desconforto causado pela irritação.

FONTE: ADA 2011.


Publicidade

  • slide1
  • slide2
  • slide3

Vídeos



  • slide1
  • slide1
  • slide3
  • slide4