Antônio Sérgio
Pela fé diante do trono de Deus - Parte II

Amados, observem ainda a NATUREZA do trono de Deus, nosso Pai: trono de "GRAÇA". Sim, de inefável graça e amor. E, por isso, podemos clamar: "ABBA, PAI", isto é, "paizinho". Apenas filhos podem assim se dirigir a Deus-Pai. Ora, o PAI (as Escrituras afirmam várias vezes), é um PAI TERNO, BONDOSO E AMOROSO e não aquele Deus terrível como tem sido apresentado por um temor excessivo dos homens!

Portanto, ao ORARMOS, sabemos que seremos ouvidos e, sobretudo que acharemos misericórdia e graça. Sim, pois o Pai lembra-se de que "somos pó" e, desse modo, frágeis moral e espiritualmente. Logo, somos convidados a nos revestirmos do Senhor e do seu poder. Um hino antigo que cantamos acentua esta verdade: "Há poder, sim, força sem igual, só no sangue de Jesus...!" (CC., nº 89). "Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Abba, Pai."(Rom. 8.15).

Que benção é poder acessar o trono de Deus-Pai pela FÉ! Oremos irmão sem cessar, pois somente assim cresceremos no conhecimento e na graça do Pai. Orar é, sobretudo, colocar-se em comunhão com Deus. Orar é abrir-se para a sua GRAÇA bendita que sempre nos "socorre em ocasião oportuna". Permaneçamos, pois diante do Trono de Deus!

Oh! quanto carecemos deste socorro! Sim, precisamos orar de forma mais intensa, com toda a nossa alma e ser (Mc 1.35; Hb 4.12). As nossas orações precisam subir ao Trono diariamente, pois do Senhor virá o "Maná do Céu", que alimentará as nossas vidas com abundante amor e favor. Afirmamos que a oração é importante, porém, infelizmente não oramos, pelo menos como deveríamos (Jr 29.13,14; 33.3).

O que podemos obter de Deus, pois grandes são suas promessas: "... a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna". Graça, favor imerecido. Oh! Quanto Deus nos ama! Dentre os propósitos de Deus, que "já nos abençoou com toda a sorte de bênçãos em Cristo..." (Efésios 1.1-ss), temos a promessa de sermos abençoados ao longo da vida (e, na eternidade) que pode ser e, muitas vezes tem sido extremamente espinhosa.

Que benção é contar com Deus na jornada da vida. Diante de tantas bênçãos que a vida de oração nos proporciona, não compreendo a ausência de muitos irmãos no culto de oração das nossas igrejas. Assim, creio que Deus olha do céu e diz: coitados, só se lembram de orar quando estão sofrendo! É triste, muito triste, mas é a realidade. Que pena! Se orarmos mais (...) teremos MUITO MAIS de Deus! Amém! Pense nisto.





Publicidade

  • slide1
  • slide2
  • slide3

Vídeos



  • slide1
  • slide1
  • slide3
  • slide4