Colunista Lígia Márcia Arcuri
Novas Considerações Para o Câncer Bucal

-O câncer bucal, nos avisam, podem aparecer manchas brancas, vermelhas ou escuras na boca. Além dos sinais já indicados no artigo anterior.
-A boca é a porta de entrada de tudo. Alimentos, objetos, dedos, poeira, insetos, químicos, parasitas, fungos, bactérias, vírus, corantes, conservantes, herbicidas, álcool, água oxigenada, sabão, tabaco, perfumes, temperos e outros passam pela boca, às vezes, sem percebermos.

-A boca é o local mais contaminado do corpo.

-Neste ano de 2014 teremos de 7 a 14 mil casos de câncer bucal.





-As causas antigamente eram álcool, tabaco, raios solares, em pessoa com mais de 50 anos. Hoje a maior causa é o HPV (Vírus do Papiloma Humano) presente em 80% casos nos hospitais oncológicos.

-A prevenção e a proteção contra os raios ultravioleta B reduziram a incidência do câncer de lábio inferior que deixou de ser o mais freqüente e foi ultrapassado pelo de língua.

-Hoje os pacientes de câncer bucal são jovens entre 30 e 45 anos, não fumantes. Pessoas com vida sexual começada muito cedo, com muitos parceiros e prática do sexo oral indistintamente.

-O tabaco e o álcool continuam importantes. Pedimos que não usem sempre antisépticos bucais com álcool na composição, crianças em uso de xaropes alcoólicos e não colocarem na boca produtos que tenham peróxido de hidrogênio e água oxigenada.





-Deve-se esclarecer que o sexo oral não é só quando coloca a boca nos órgãos genitais do outro. Fazer carícias íntimas em uma pessoa e depois levar os dedos na boca, em termos virais e químicos é sexo oral e pode levar o HPV de um local para outro. Um simples beijo pode não ser tão simples e até cumprimentar alguém com as mãos após carícias íntimas.

-Quanto ao risco biológico para a OMS o conceito de promiscuidade sexual se aplica a qualquer pessoa que tem mais de 2 parceiros/as ao ano. Portanto todo cuidado se faz necessário.

-Segundo Prof.Dr .Alberto Consolaro "Nós, como profissionais de saúde, temos que esclarecer e termos coragem de falar em tempos atuais que sexo oral e câncer bucal andam juntos." Vamos prevenir a ação do câncer bucal!

Fonte:Jornal da Cidade - Ciências no Dia a Dia-Alberto Consolaro



Publicidade

  • slide1
  • slide2
  • slide3

Vídeos



  • slide1
  • slide1
  • slide3
  • slide4