PENSE NISSO...
DIA DAS MÃES

O que posso dizer para melhor expressar o significado deste dia? Amor, talvez!? Vida, quem sabe?! E o que escrever sobre aquela que protagoniza esta data tão singela? O que é, então, o ser MÃE?

Uma incógnita para os que tentam reproduzir em palavras. Mas, para nós, filhos e filhas, representa: nossa morada, nosso refúgio, nosso caminho, nosso alicerce, mola propulsora de nossas vidas e tudo que represente carinho e compreensão.

Quão inefável é a linguagem dos homens ao tentar descrever o sentido do substantivo MÃE! Uma palavra tão pequena, mas que expressa a grandiosidade dos sentimentos mais verdadeiros e mais nobres que o homem na potencialidade de sua paternidade nunca poderá sentir nem saberá descrever. Pois, os adjetivos tornam-se insuficientes e o dicionário em toda sua riqueza lingüística faz-se pobre em busca de um significado perfeito para em linguagem poética dizer o que é ser MÃE. A mãe que tem no seu coração a ternura humana e que personifica a qualidade incondicional do amor em suas mais diversas faces. A mãe que atinge o grau mais elevado do sentimento pelo próximo e externiza bondade e solidariedade quando a sociedade se faz exclusiva e cruel. A mãe que afaga, quando todos apedrejam; que chora com seu filho, enquanto outros o discriminam. A mãe que defende quando condenam. A mãe que acolhe quando o desprezam. A mulher que ao viver o seu filho esquece-se de si e torna-se apenas MÂE: inatingível em sua candura e sublime em sua essência.

E para nós MÃES, o que este dia significa?

Talvez só mais um dia entre tantos de abdicação, de dedicação, de preocupação, de solicitude e, sobretudo, de alegria. Logo, é um dia especial e por isso, faremos um almoço gostoso para nosso(s) filho(s) com tudo que ele(s) gosta(m). Afinal, hoje é DIA DAS MÃES! E isto é ser mãe.

MARIA HELENA GOMES FAUSTO E MARTÍNS


Publicidade

  • slide1
  • slide2
  • slide3

Vídeos



  • slide1
  • slide1
  • slide3
  • slide4