SAIBA MAIS...
Dia do Museólogo

No dia 18 de dezembro, comemora-se o Dia do Museólogo no Brasil. Profissão regulamentada em 1984, o dia nacional foi instituído em 2004, por meio de decreto presidencial, como reconhecimento pelo papel fundamental do museólogo para o fortalecimento da cultura brasileira.

Em 2011, o Ibram celebrou o Dia do Museólogo no Museu Histórico Nacional (RJ).
Em 2011, o Ibram celebrou o Dia do Museólogo no Museu Histórico Nacional (RJ).
“Em tempo de festa, às vésperas do Natal e do novo Ano, o Brasil nos convida a reconhecer e destacar o profissional da Museologia”, congratula-se o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, em mensagem enviada aos museus brasileiros.

“Com entusiasmo, o Ibram celebra a data e se dirige a cada Museólogo, na certeza de que a contribuição oferecida aos museus brasileiros é resultado de qualificada formação e esforço singular, em apaixonada adesão aos desafios da tarefa”, conclui.

A 1ª Região do Conselho Regional de Museologia (BA) lançou Carta Manifesto em torno da data. “Passados 10 anos de ações concretas, envolvendo instituições e profissionais de diferentes partes do Brasil e do mundo, percebemos que avançamos. Entretanto, ainda falta muito para dignificar os profissionais museólogos”, explica o documento, convocando os museólogos para se manifestarem por melhores condições de trabalho em 2014, quando se completam 30 anos da regulamentação da profissão. Leia o manifesto.

Ministra da Cultura saúda museólogos brasileiros em sua data nacional

Leia texto assinado pela Ministra da Cultura Ana de Hollanda por conta da passagem do Dia do Museólogo (18 de dezembro), publicado no Portal da Cultura:

Este 18 de dezembro é o Dia do Museólogo no Brasil. Profissão regulamentada em 1984, o dia nacional foi instituído 20 anos depois como reconhecimento pelo papel fundamental do museólogo para o fortalecimento da cultura brasileira.

Profissional que estuda os museus a partir das relações entre o ser humano, a cultura e a natureza, o museólogo é essencial para a proteção, documentação, conservação, pesquisa e difusão do patrimônio museológico. Desta forma, ele traz consigo o interesse contínuo pelas conquistas materiais e imateriais de uma nação, na busca, sempre, dos melhores caminhos para dar a ver as marcas da nossa produção cultural.

O Ministério da Cultura, por meio do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), tem apoiado ações em prol da museologia brasileira e, consequentemente, de seus profissionais.

Dentre elas, podemos destacar o Programa de Qualificação em Museologia que, apenas em 2011, realizou cerca de 20 oficinas com apoio das secretarias de estado da cultura, de norte a sul do país. Isso significa centenas de profissionais participando de ações de formação em torno de assuntos essenciais em suas áreas.

Outra vertente desse apoio à profissão é o investimento por parte do Ibram em publicações que tratam da questão museológica no Brasil e no exterior. Museus em Números, Guia dos Museus Brasileiros, as revistas Musas e Museália são alguns bons exemplos da intenção de criar subsídios teóricos e dar visibilidade para estudos, levantamentos e pesquisas em torno de assuntos que compõem o amplo espectro da museologia.

Completa esse cenário promissor, o incentivo por parte do Ibram à criação e qualificação de cursos em museologia espalhados pelo Brasil. Atualmente, já são 14 as instituições nacionais que oferecem o curso de forma regular, e a intenção é manter o diálogo contínuo com o Ministério da Educação e universidades, para que novas opções sejam oferecidas, para assim ampliar o acesso à profissão.

Ao envolver governos, instituições educacionais e museológicas, organizações sociais e cidadãos, o Ministério da Cultura acredita que a profissão de museólogo contribui definitivamente para dar mais força e amplitude à vida cultural do país, com a criação de condições para que compreendamos melhor o papel social que os museus representam em uma sociedade ciente da importância da preservação de sua memória.

Ana de Hollanda

Ministra de Estado da Cultura



Publicidade

  • slide1
  • slide2
  • slide3

Vídeos



  • slide1
  • slide1
  • slide3
  • slide4